quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

FRAGMENTOS

Que parte ainda levo?
Sou tantas “partes espalhadas”
Tantas partes inúteis
Inacabas
Descaracterizadas pelo "distanciamento de mim"...

“Eu” de várias maneiras...

Sem encaixes, em pedaços
Tropeço nos rastros
Desmontando o quebra-cabeça indelével
Brincadeiras, nem sempre doces, do acaso
De reinventar a vida inteira...


ɱαгЇS

Um comentário:

Helbert disse...

Maris...
Q legal... ficou sua cara demais... há começar pelo nome q deu ao blog... Vc tem cheirinho de cravo e canela é?rsrsrs...
Bjos linda amiga!!!!
Helbert