domingo, 20 de abril de 2008

Perdida





Não há motivos para olhar-me
Como quem vislumbra

Uma oculta face
Pois já não me reconheço

E não há motivos para amar
Pois já não consigo enxergar-te
Me pergunto que motivos tenho pra seguir-te
Se dizem estar em toda parte

O que faço eu
Perdida em mim?
Que faço eu?
Diga:
"Vim buscar-te"


ɱαгЇS


Nenhum comentário: