domingo, 30 de novembro de 2008

Aviões




Amor?

Foi segredo guardado

Foi desejo escondido


você?

Um sonho acabado

Um mal entendido


Não venha buscar

O passado...


A bagagem se perdeu


E tudo que fomos

Decolou com o tempo


O próximo vôo

perdido

ɱαгЇS



Foi no mês que vem – Vitor Ramil
 
Vou te vi
Ali deserta de qualquer alguém
Penso, logo irei
Que seja antes minha que de outrem
Quando o vento fez do teu vestido 
Um dom que Deus te deu
Claro que eu rirei
Ao vendo o que outro alguém não viu
 
Vou andei
E me chegando assim te cercarei
Digo, aqui tô eu
Que te amo e às tuas pernas quero bem
Já que estamos nós
Te sugeri-me então o que fazer
Claro que eu beijei
Ao tendo o que outro alguém não quis
 
E tudo isso 
Foi no mês que vem
Foi quando eu chegar
Foi na hora em que eu te vi
E mais que tudo 
Foi no mês que vem
Foi quando eu chegar 
Na hora em que eu te quis
 
Vou fiquei 
No teu chegado e tu chegada ao meu
Penso, grande é Deus
Um paraíso prum sujeito ateu
E pensando assim
Farei aquilo que o teu gosto quis
Claro, eu já ganhei de volta
Tudo o que eu quiser
 
E tudo isso 
Foi no mês que vem
Foi quando eu chegar
Foi na hora em que eu te vi
E mais que tudo 
Foi no mês que vem
Foi quando eu chegar 
Na hora em que eu te quis


2 comentários:

LUCAS DE OLIVEIRA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LUCAS DE OLIVEIRA disse...

e se eu embarcar no próximo vôo com destino ao teu colo? =D