sexta-feira, 20 de maio de 2011

SENTIMENTO

De repente o silêncio...
E escuto tantos sons
Cifrados

Cordas do tempo
Descompassado
Liberto
Em vibrações

Não procuro
Sentido
Para o que berro
Mas no que nesse mundo
Barulhento,
Silencio


Maris Figueiredo

Nenhum comentário: