sábado, 24 de setembro de 2011

ATO FALHO

Nada enxergava
Já que nada além
De sua imagem, existia


Na sua trajetória alheia a minha,
Apareci nas cenas
Quando não contracenávamos

...



Maris Figueiredo

Nenhum comentário: